A gota d’água em aplicativos GTK+

Não, eu não estou com a paciência esgotada! 🙂 Hoje estou comemorando que um antigo erro na verificação ortográfica do gedit foi corrigido, de forma que palavras hifenizadas (“corrigi-la-ia”) ou contendo apóstrofo (“d’água”) poderão ser verificadas por inteiro pelo verificador ortográfico.

Continuar lendo

Anúncios

Mudança

Prezados leitores e agregadores, este blog está se mudou para https://leofontenelle.wordpress.com. Atualizem seus marcadores/favoritos com urgência, pois o domínio http://leonardof.org em breve deixará de me pertencer.

É uma pena que eu não tenha conseguido o subdomínio leonardof.wordpress.com. Tenho muito carinho por “leonardof” desde que esse se tormou o nome da minha conta no SVN (hoje Git) do GNOME. Só que eu preciso dedicar menos tempo em manutenção de webapps, domínios etc, para ter mais tempo para as atribuições profissionais e pessoais.

Espero ter uma novidade em breve para contar a vocês, então não sumam!

CGI.br: Quem são os brasileiros que usam Linux?

Li recentemente a Pesquisa sobre o Uso das Tecnologias da Informação e da Comunicação no Brasil 2009, publicada pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil, e descobri que o documento traz inclusive estatísticas de sistema operacional. Em resumo, 86% das famílias brasileiras têm o Windows instalado em seu computador principal; essa proporção é de 1% para o GNU/Linux, e desprezível para Mac e outros. 13% dos entrevistados não souberam ou não quiseram responder à pergunta.

Continuar lendo

Mais sobre o Censo do GNOME e a Cauda Longa

Dave Neary, um dos membros mais ativos da Fundação GNOME, publicou a primeira edição do Censo GNOME, um levantamento da participação de cada colaborador, e de cada empresa, no desenvolvimento do GNOME. Como o BR-Linux.org destacou, um dos grandes destaques do censo foi que apenas 1% do código teria sido contribuído pela Canonical, enquanto a Red Hat seria responsável por 16%. Outra informação do Censo GNOME é uma espécie de proporção de Pareto: apenas 30% dos desenvolvedores são pagos para trabalhar com o GNOME, mas sua colaboração representa 70% do código.

Continuar lendo

Cidade de Vitória (ES) apresenta sua experiência no 11º FISL

Achei interessante saber que o município de Vitória (ES) terá uma palestra no 11º FISL para apresentar seus avanços no sentido de ser uma cidade digital (governo eletrônico). Nas palavras de Domingos Sávio Gava, secretário municipal de trabalho e geração de renda:

Temos a rede de telecentros, os pontos de acesso público à internet sem fio, a interligação dos prédios públicos por rede de fibra óptica, o mapeamento digital dos focos de dengue, o monitoramento dos ônibus municipais, entre outros. Vitória caminha a passos largos para se tornar uma cidade efetivamente digital.

Eu já comentei o uso de software livre nos Telecentros de Vitória, e estou ansioso para ver a solução de prontuário eletrônico também.

Usando o Mallard para documentação geral

Na qualidade de médico de família e comunidade, tenho que lidar com uma variedade de problemas muito grande. (Confira meu blog sobre Saúde da Famíla!) Na maioria das situações, as informações de que preciso já foram assimiladas. Em outras situações, preciso consultar a Internet, ou um livro sobre medicamentos, ou uma lista com os códigos para todas as doenças conhecidas pelo homem (e viva o Classix). Mas existe também um meio-campo, de informações que talvez eu esqueça, ou pequenas listas de dados, e para isso eu tenho usado há alguns meses o Mallard.

Continuar lendo

Usando o Tiny Tiny RSS no lugar do Google Reader

Algum tempo atrás eu testei e aprovei o Bloglines como agregador online de feeds, após ter ficado preocupado com a política de privacidade do Google. Mas existe uma coisa muito positiva em escrever blogs, que é receber o comentário dos leitores. E os leitores do artigo em inglês me alertaram para o fato de que o Bloglines (1) não está mais sendo desenvolvido há anos; e (2) é outro serviço fornecido por terceiros, e portanto potencialmente passível dos mesmos problemas de privacidade do Google. E mais ainda, os leitores me recomendaram uma opção: o Tiny Tiny RSS, ou tt-rss para os íntimos.

Captura de tela do Tiny Tiny RSS

Fonte: Tiny Tiny RSS (divulgação)

Continuar lendo