Bloglines: uma boa alternativa ao Google Reader

Depois de saber através de Luis Villa o quão pouco o Google valoriza nossa privacidade, comecei a pesquisar por serviços alternativos. Já troquei o Gmail pelo FastMail há mais de um ano e meio, então as principais questões para mim seriam o motor de pesquisa e o leitor de feeds. Comecei a usar a versão beta do Bloglines (não cheguei a experimentar a versão normal), e posso dizer que estou bem satisfeito.

Acredito que a maioria das pessoas pode muito bem usar um agregador offline como o Liferea, mas eu precisava de um leitor online por causa do BR-Linux.org. O portal tem muitas notícias por dia, e um feed bem curto, de forma que verificando as novidades uma vez por dia eu às vezes eu perdia algumas notícias. Eu demorei a me acostumar com o Google Reader, mas no fim das contas ele é um agregador competente. O Netvibes já não funcionou para mim. Eu queria um leitor de feeds, não uma página inicial, e para manter minha caixa de entrada limpa eu precisava de muitos cliques adicionais. O Bloglines, por outro lado, é um dos leitores de feed mais populares entre os leitores de meu blog, perdendo apenas para o Google Reader e os Planetas GNOME (em inglês e português).

O Bloglines tem um conceito diferente de compartilhar posts de blog. Em vez de compartilhar com uma lista de contatos, você pode ter uma espécie de página pública onde seus artigos compartilhados podem ser vistos por qualquer um na web. Esse recurso ainda não está disponível na versão beta, então ainda não usei. Em 2006 algumas pessoas relataram que cada feed que você assina pode ser visto por quem quer que descubra o URL aleatório associado. Isso não deve ser um problema de privacidade para a maioria das pessoas, porque não é possível saber quem assina qual feed, mas se você assinar um feed especial com informações comerciais ou sua lista de tarefas, você terá um problema. De qualquer forma, duvido que o Bloglines tenha suporte a feeds autenticados, e eu nunca teria informações pessoais em feeds não autenticados, de forma que isso não me incomoda.

O Bloglines beta tem três visões, cada uma delas muito interessante. A visão completa (full) parece com a do Google Reader, com a exceção de que, se mais de um feed for lido ao mesmo tempo, os artigos serão agrupados por feed, e não misturados. (Dica de um leitor da versão em inglês deste artigo: teclar M faz a coluna esquerda colapsar ou reaparecer.) A visão rápida (quick) mostra apenas o título dos artigos para feeds individuais, e para pastas com múltiplos feeds ela mostra as listas agrupadas em um widget (controle) por feed. Clicar no título abre o artigo em um widget à parte, mas você também pode clicar em um link especial para exibir apenas aquele feed. A terceira visão tem três painéis, como em um aplicativo de e-mail comum. Pode não ser muito adequado para netbooks e outras telas pequenas, mas tem um recurso muito interessante, a aba Site. Enquanto a aba Feed mostra o texto para aquele artigo como encontrado no feed, a aba Site mostra a página original embutida, de forma que você possa deixar comentários com mais facilidade.

Assim como o Google Reader e outros agregadores, o Bloglines permite aos usuários manter os artigos como não lidos (pin), mará-los como importantes, (save), ou enviá-los a alguém por e-mail. Como de costume, existe um painel à esquerda com a lista de assinaturas, opcionalmente agrupadas em pastas. O painel esquerdo é menos lotado que o do Google Reader, o que é muito importante para telas pequenas ou listas grandes de assinaturas. Por outro lado, o Bloglines (ainda) não permite que o painel esquerdo seja colapsado, o que atrapalha a leitura em dispositivos portáteis.

Resumindo, o Bloglines tem seus problemas (lembre-se de que ele ainda está em beta), mas achei-o bom o suficiente para mim. Se você tem outra opinião, ou se prefere usar outro agregador de feeds, deixe seu comentário!

3 respostas em “Bloglines: uma boa alternativa ao Google Reader

    • Silas, é difícil mesmo encontrar o lugar, mas tem. Confira bem as opções na coluna da esquerda que você encontra. Outra opção, levantada por um leitor do artigo em inglês, é o Tiny Tiny RSS, mas para isso é necessário ter um serviço de hospedagem de sites ou instalar um LAMP no seu computador.

  1. Pingback: Google Buzz pode ofender a privacidade dos usuários « Leonardo Fontenelle

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s