Chaveiro USB, literalmente

Quando os pendrives foram lançados no Brasil, todo o mundo chamava de chaveiro USB. Não sei por quê, com o tempo pegou isso de pendrive, essa palavra engraçada em inglês que americano não usa. Mas o fato é que, de alguns meses para cá, eu resolvi levar o nome a sério, e troquei meu chaveiro comum por um chaveiro USB. Não, eu não uso portas USB para entrar em minha casa, mas agora eu sempre tenho o pendrive comigo, e tenho menos chance de esquecer o pendrive após espetá-lo no computador dos outros. De quebra, meu pendrive se mostrou um chaveiro até melhor que o que eu usava antes!

Chaveiro USB

O meu chaveiro USB é um Kingston Data Traveler 100, baratinho e grande, com o comprimento que dá quase a largura de quatro dedos (ver imagens). Para mim isso é uma coisa boa, até porque não tenho tantas chaves quanto o Augusto Campos. O conteúdo do chaveiro é o LiveCD do Ubuntu, adaptado para rodar a partir do pendrive. Já demonstrei ao menos duas vezes no computador dos outros, e já me salvou de uma ou duas enrascadas.

2 respostas em “Chaveiro USB, literalmente

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s