Mais sobre o Censo do GNOME e a Cauda Longa

Dave Neary, um dos membros mais ativos da Fundação GNOME, publicou a primeira edição do Censo GNOME, um levantamento da participação de cada colaborador, e de cada empresa, no desenvolvimento do GNOME. Como o BR-Linux.org destacou, um dos grandes destaques do censo foi que apenas 1% do código teria sido contribuído pela Canonical, enquanto a Red Hat seria responsável por 16%. Outra informação do Censo GNOME é uma espécie de proporção de Pareto: apenas 30% dos desenvolvedores são pagos para trabalhar com o GNOME, mas sua colaboração representa 70% do código.

No que diz respeito à participação da Canonical, Jono Bacon (gerente da comunidade) rebate dizendo que a empresa contribui muito com o GNOME, mas o código fica hospedado no Launchpad, e qualquer distribuição poderia empacotá-lo. De fato, o levantamento publicado por Dave Neary só levou em consideração o código hospedado na infraestrutura do próprio GNOME — que aliás é fornecida principalmente pela Red Hat.

Ainda sobre a importância relativa de cada empresa, o próprio Dave Neary destaca o que os números escondem sobre a participação da Nokia. Em vez de contratar mais empregados, a empresa estimulou a criação de várias start-ups que contribuem com uma parte significativa do código. Além disso, os módulos específicos do GNOME Mobile e o WebKit não entraram na análise.

Mas minha contribuição nessa discussão é sobre o outro destaque: o efeito Cauda Longa. De fato, os colaboradores voluntários têm contribuições individuais pequenas, como acontece no desenvolvimento do kernel Linux. Mas uma boa parte dos principais colaboradores do GNOME (em número de alterações do código-fonte) são voluntários, e a maior parte dos módulos do GNOME são mantidos por voluntários. Mais: se considerarmos o voluntariado como uma empresa, essa empresa será responsável por 30% do desenvolvimento do GNOME, muito mais que a Red Hat ou qualquer outra empresa.

Por fim, gostaria de registrar que o Censo do GNOME é sobre o desenvolvimento do código, mas até onde sei não estuda a tradução ou outros tipos de contribuição. A tradução é uma parte significativa do trabalho no GNOME, e acredito que seja quase exclusivamente voluntária.

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s